DESVENDADO O MISTÉRIO SOBRE A MORTE DE MOZART, O GÊNIO DA MÚSICA

| Por: Raquel Crusoé Loures de Macedo Meira

 Segundo a Agência Reuters (New York), “a morte do compositor Wolfgang Amadeus Mozart aos 35 anos de idade, pode ter sido causada por complicações provenientes de uma inflamação de garganta, de acordo com um estudo holandês  e, de acordo com Il Tempo online, “um tratamento com antibióticos, se os houvesse na altura, teria evitado a morte de Mozart, devido, segundo investigadores holandeses, a infecção bacteriana desencadeada por inflamação na garganta”.

 Nascido em Salzburg na Áustria em meados do século XVII, Johann Chrysostom Wolfgang Amadeus Mozart, um jovem dotado de extremo talento, se transformou em um dos principais ícones musicais de todos os tempos.

Logo após seu falecimento, inúmeras histórias começaram a circular sobre as causa da sua morte. Surgiram várias versões e, entre elas a de que ele teria sido envenenado por Antonio Salieri, que ainda em vida teve de conviver com as acusações de assassinato.

Enquanto lúcido, Salieri as negou veementemente, porém à beira da morte, quando tentou suicídio, em delírios, chegou a confessar ser realmente o assassino de Mozart.

Registrado na certidão de óbito de Mozart, a causa da morte do músico foi a febre Frieselfieber, porém desde então, tem-se especulado sobre envenenamento, sífiles, febre reumática, insuficiência renal, tuberculose e etriquinose, que é uma doença parasitária causada pela ingestão de comida crua ou carne de porco pouco cozida.

Agora, finalmente depois de séculos, os estudos da Universidade de Amsterdã vem esclarecer toda esta situação polêmica. “Nossos descobrimentos sugerem que Mozart foi vítima de uma epidemia de inflamação de garganta que foi contraída por muitos cidadãos vienenses no mês de sua morte, e que Mozart foi uma das dezenas de pessoas em que a epidemia desenvolveu um tipo de complicação no rim que é mortal”, disse à Reuters o pesquisador Richard Zegers, da Universidade de Amsterdã na Holanda.

Anúncios

Sobre raquelcrusoe

Natural de Montes Claros-Minas Gerais - Brasil - Mestre em Ciências da Educação em Música (Havana - Cuba)- Pós-Graduação em Educação Artística (São Paulo) - Licenciatura em Artes - Bacharelado em Música – Piano( Rio de Janeiro)- Vice Diretora e Coordenadora Cultural do Conservatório Estadual de Música Lorenzo Fernandez - Diretora do Projeto Acêrvo Cultural de Montes Claros - Professora de Piano,Regência, Percepção Musical,História da Música e Folclore do Conservatório Estadual de Música Lorenzo Fernandez - Professora Titular da UNIMONTES - Fundadora do Curso de Educação Artística/FUNM - Vice – Diretora do Curso de Educação Artística/FUNM - Diretora em Exercício da Faculdade de Educação Artística/FUNM - Membro do Conselho Diretor da FUNM - Fundadora e Primeira Coordenadora de Cultura da UNIMONTES - Coordenadora de Cursos de Pós – Graduação em Arte – Educação/UNIMONTES - Diretora do Projeto MUSICAMPUS - UNIMONTES - Membro do Conselho Universitário da UNIMONTES – CONSU - Chefe do Departamento de Artes - UNIMONTES
Esse post foi publicado em Artigos/Textos, Música/História e marcado , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para DESVENDADO O MISTÉRIO SOBRE A MORTE DE MOZART, O GÊNIO DA MÚSICA

  1. charles barman disse:

    Mozart foi vitima de inveja,sua imunidade baixou ficou doente e foi fatal,mas o ponto principal da questão é essa energia que acaba com tudo e serve de canal para o mal,INVEJA!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s